Rodrigo Maia diz que Governo deve baixar preço da gasolina e gás de cozinha

 O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu em entrevista ao “Jornal da CBN – 2ª Edição” que o governo reduza os preços da gasolina e do gás de cozinha. Segundo ele, as receitas poderiam vir do que o governo arrecadaria com a chamada cessão onerosa (receita de venda da parte da União do petróleo do pré-sal) e de recursos obtidos com a extinção do Fundo Soberano por meio de medida provisória.

“O governo vai precisar dar uma resposta [para os preços da gasolina e do gás de cozinha], diz Maia. O presidente da Câmara afirma que o governo poderá ter uma receita entre US$ 30 bilhões e US$ 40 bilhões da cessão onerosa que serviria de colchão para dar “condições financeiras” para redução do preço da gasolina, do etanol e do gás de cozinha, a exemplo da diminuição feita com o diesel.

Maia afirmou que, se o STF (Supremo Tribunal Federal) entender que a mudança do sistema de governo do país pode se dar por meio de emenda constitucional aprovada pelo Congresso, uma consulta popular seria necessária. O Supremo debaterá esse tema em 20 de junho.

Ele argumenta que uma consulta já foi em 1993, quando os brasileiros mantiveram a forma de governo republicana e o sistema de governo parlamentarista. Logo, entende Maia, “o ideal é que a sociedade seja ouvida também”.

Numa alfinetada no pré-candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, o presidente da Câmara diz que declarações sobre eventual perdão a punições a grevistas deveriam ser feitas com “muito cuidado”.

Ele também criticou o Palácio do Planalto: “O governo tem 90% dos brasileiros contra ele e quer encontrar seus adversários no Senado ou na Câmara dos Deputados”.

Maia diz que o governo precisa ter mais humildade e que implementou agora um acordo que já poderia ter sido feito antes, caso tivesse seguido o que a Câmara aprovara na quarta passada (alíquotas zero para Cide e PIS-Cofins). Aliás, ele avalia que o PIS-Cofins deve virar um “imposto regulatório”, como um colchão para absorver variações do preço dos combustíveis.

“A recessão acabou nos números, mas não no país”, declara.

As informações são do Blog do Kennedy

Uma resposta para Rodrigo Maia diz que Governo deve baixar preço da gasolina e gás de cozinha

  1. Paulo rogerio de Oliveira diz:

    é so tirar o imposto de bancar regalia de vcs, bando de deputado cinico

Deixe uma resposta