Carlos Lula recebe oficialmente o 1º lote de vacinas destinadas ao Maranhão

O secretário da Saúde do Maranhão, Carlos Lula, recebeu nesta segunda-feira (18) o primeiro lote de vacinas destinadas ao estado. Ele está em São Paulo acompanhando a entrega dos produtos. Segundo o Ministério da Saúde, serão destinadas 123.040 doses da vacina CoronaVac ao Maranhão, além de 41.200 já separadas para os indígenas do estado.

“É um dia histórico que vai nos permitir, enfim, vencer a pandemia”, disse Lula. As vacinas estão armazenadas em câmaras frias para preservá-las.

Secretário da Saúde recebe oficialmente o 1º lote de vacinas destinadas ao Maranhão — Foto: Divulgação/Governo do Estado

Entre os estados do nordeste, o Maranhão é o quarto com maior número de doses a receber. Os demais estados são Piauí, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia.

O Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse nesta segunda-feira (18) que a vacinação contra a Covid-19 será iniciada a partir das 17h em todo o país. O anúncio foi feito após ele sofrer pressão dos governadores, que pediram para antecipar o início da aplicação das doses, inicialmente previsto para esta quarta-feira (20), conforme informou a colunista Andréia Sadi.

Vacinação no Maranhão

O Plano de Vacinação Estadual segue a orientação do Ministério da Saúde com relação aos grupos prioritários, dessa forma, a primeira etapa da vacinação ocorrerá em três fases, sendo priorizadas as pessoas com maior vulnerabilidade.

Na primeira fase estão os trabalhadores de saúde; pessoas de 75 anos ou mais; pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas; população em situação de rua; população indígena, aldeado em terras demarcadas aldeada, povos e comunidades tradicionais ribeirinhas e quilombolas.

Os idosos de 60 a 74 anos estão inseridos na segunda fase. Em seguida, inicia-se a terceira fase com a imunização de pessoas com diabetes mellitus; hipertensão arterial grave; doença pulmonar obstrutiva crônica; doença renal; doenças cardiovasculares e cerebrovasculares; indivíduos transplantados de órgão sólido; anemia falciforme; câncer; e obesidade grave, com Índice de Massa Corporal igual ou maior que 40 (IMC≥40).

G1 Maranhão

COMENTÁRIOS

Governo inicia distribuição de insumos aos municípios para a vacinação contra a Covid-19

O Governo do Estado iniciou neste fim de semana a distribuição de seringas e agulhas aos municípios para a primeira fase da Campanha de Vacinação contra a Covid-19 no Maranhão. No sábado (16), foram beneficiadas as Regiões de Saúde de Itapecuru e Rosário.

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, destaca que o trabalho é intenso até a chegada da vacina. “Estamos preparando nossas equipes, distribuindo os insumos aos municípios e trabalhando em conjunto para, assim que as vacinas chegarem, iniciarmos a imunização no Maranhão. Com um planejamento previamente elaborado, o Governo vem se organizando para este momento que é tão esperado por todos nós”, ressalta.

A ação faz parte da execução do Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19. A distribuição diz respeito a primeira fase do Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19.

Para Itapecuru, foram entregues 6 mil insumos, Rosário outros 4.500. A Secretaria de Estado da Saúde (SES) também se colocou à disposição para auxiliar os municípios menores e mais distantes. Caso seja necessário, serão enviados equipamentos de segurança, desde que sinalizem a necessidade para as Regionais de Saúde à qual pertencem.

De acordo com o coordenador das Unidades Regionais de Saúde, Aristeu Marques, a distribuição dos insumos está sendo feita de modo estratégico. “O transporte está sendo feito através dos nossos caminhões com destino às Unidades Regionais de Saúde, que ao receberem imediatamente encaminharão para as Centrais Municipais de Imunização. Essa logística já foi traçada e a nossa expectativa é que até esta quarta-feira todas tenham sido atendidas”, explicou.

COMENTÁRIOS

Covid-19: pacientes transferidos de Manaus já chegaram em São Luís

Pacientes com Covid-19 chegam a São Luís  — Foto: ASCOM/ HUCerca de 12 pacientes com Covid-19 chegaram a São Luís por volta das 21h30 desta sexta-feira (16) vindos transferidos da cidade de Manaus, capital do Amazonas, que vive colapso com hospitais sem oxigênio.

Os pacientes foram encaminhados para o Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão (HU-UFMA) em ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

O HU-UFMA mobilizou mais de 100 profissionais de saúde entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, psicólogos, assistentes sociais, fisioterapeutas, fonoaudiólogos e demais áreas de apoio para atender os pacientes transferidos de Manaus.

Foram disponibilizados pelo hospital 40 leitos de enfermaria que estão equipados com monitores multiparamétricos e ventiladores mecânicos. A superintendente Joyce Santos Lages, relata como tem sido a preparação do hospital e a importância de oferecer ajuda nesse momento tão difícil.

“Disponibilizamos leitos isolados dos demais leitos do hospital. É importante frisar para a população que iremos manter os atendimentos normais. Logicamente que nesses primeiros dias vamos trabalhar com alguns ajustes internos, que são necessários. Não estava planejado, mas entendemos que é uma ação humanitária. Estamos todos empenhados, MEC, Ebserh e UFMA, para apoiar esta ação que entendemos ser de suma importância para a vida humana”, conta.

Serão enviados mais de uma tonelada de insumos, entre medicamentos, materiais médicos e EPIs que ajudarão a combater a pandemia no estado do Amazonas. Outros hospitais geridos pela Ebserh que receberão pacientes são os hospitais federais do Rio Grande do Norte, Brasília, Piauí, Paraíba, Goiás, Ceará, Pernambuco e Alagoas. Dos 150 leitos, 22 são de UTI e os demais de enfermaria.

G1 Maranhão

COMENTÁRIOS

Othelino recebe visita da nova Diretoria da Famem e ressalta importância da parceria com a entidade

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), recebeu, na manhã desta sexta-feira (15), a visita do presidente eleito da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem), Erlanio Xavier, que comandará novamente a entidade no biênio 2021-2022. O gestor estava acompanhado de membros da nova Diretoria, prefeitos e ex-prefeitos da base aliada.

Na reunião, o chefe do Legislativo maranhense frisou a importância da proximidade com a entidade em prol da população maranhense. “Nós manteremos sempre o bom relacionamento institucional e político porque essa capacidade de diálogo que a atual direção da Famem tem com a Assembleia, os demais poderes e órgãos constitucionais autônomos é muito importante para a sociedade. Da nossa parte, continuaremos sempre abertos aos gestores, fortalecendo o municipalismo para que os serviços cheguem mais perto dos cidadãos”, afirmou Othelino.

O presidente da Famem, Erlanio Xavier, que é prefeito de Igarapé Grande, agradeceu a parceria. “Somos gratos ao presidente Othelino Neto, que sempre esteve de portas abertas para os prefeitos do nosso Estado, sem distinção de cor partidária, e buscando praticar a boa política”, disse.

O procurador-geral de Justiça, Eduardo Nicolau, esteve no encontro, oportunidade na qual também reforçou a importância da parceria permanente com os prefeitos. “Os gestores dos 217 municípios precisam ser parceiros do Ministério Público e nós temos de ser os orientadores de todas as prefeituras. Os nossos promotores estarão em suas comarcas para orientá-los em tudo o que precisarem”, afirmou.

Na ocasião, Nicolau ressaltou a importância do diálogo que o Ministério Público mantém com a Assembleia Legislativa. “Vim visitar o presidente desta Casa, o deputado  Othelino Neto, para reforçar a parceria que mantemos com o Parlamento. Os poderes constituídos devem sempre primar pelo diálogo institucional em favor dos cidadãos”, completou.

Agradecimentos

Prefeitos presentes à reunião manifestaram agradecimentos pelo apoio da Assembleia Legislativa. Fernando Pessoa, prefeito de Tuntum e tesoureiro da Famem, destacou que a união entre a entidade e o Parlamento tem contribuído para o enfrentamento das dificuldades pelas quais os municípios passam. “Esse apoio deixa os municípios muito mais fortes e, por isso, estamos sempre buscando pelo fortalecimento das instituições, pois este é o melhor caminho para promover dias melhores ao povo do Maranhão”, frisou.

O prefeito de Parnarama, Raimundo Silveira, também destacou o valor da união e da aproximação com a Assembleia Legislativa. “Temos um presidente neste Parlamento que é um exemplo para todos nós, sempre aberto ao diálogo e que recebe todos os prefeitos com muito respeito. E o Erlanio, que fez um mandato muito bom à frente da Famem, é o presidente da entidade que mais agregou. Por isso, não tenho dúvidas de que, agora, ele será muito melhor ainda com a experiência adquirida”.

COMENTÁRIOS

Tire suas dúvidas sobre a vacinação contra o coronavírus no Maranhão

O Maranhão e todo o Brasil estão se aproximando do início da vacinação contra a Covid-19. É um passo fundamental no combate à doença. Entenda:

Quando será a vacinação?

Ainda não há data definida. O Ministério da Saúde é quem vai definir o calendário. Há uma estimativa de que seja após o dia 20 de janeiro.

Quem é responsável por fornecer a vacina?

O governo federal, por meio do Ministério da Saúde.

E a distribuição das vacinas?

O Ministério da Saúde leva até os estados. Em seguida, cabe ao governo de cada estado fazer a distribuição para as cidades.

Qual será a vacina usada?

Isso será definido pelo Ministério da Saúde, responsável pelo fornecimento.

Como será a distribuição no Maranhão?

Ela vai seguir o que está definido no Plano Estadual de Vacinação, feito pelo Governo do Maranhão. Após o recebimento das doses que virão de Fortaleza para São Luís, as vacinas serão armazenadas na Rede de Frio do Estado, localizada em São Luís. Em seguida, a Secretaria de Estado da Saúde fará a distribuição, em até três dias, para as Regionais de Saúde.

Quais veículos serão usados na operação dentro do Maranhão?

Dois aviões, um helicóptero, três caminhões baús e 18 vans refrigeradas.

Quantos locais de vacinação vai haver?

Serão 2.124 salas de vacinação, sendo possível ampliar para 2.500 salas.

E as agulhas e seringas?

O Governo Maranhão tem 4 milhões de seringas e agulhas para a primeira fase da vacinação. E uma nova leva está sendo comprada.

Como vai ser feita a segurança do transporte das vacinas?

Haverá escolta policial durante todo o trajeto. Toda a movimentação deverá acontecer em conjunto com o Corpo de Bombeiros, a Polícia Civil e o Centro Tático Aéreo.

Como foram definidos os grupos que serão vacinados primeiro?

É o Ministério da Saúde quem define isso para todos os estados brasileiros.

Quais são estes grupos?

Primeira fase: trabalhadores de saúde; pessoas de 75 anos ou mais; pessoas de 60 anos ou mais em asilos; população em situação de rua; população indígena, povos e comunidades tradicionais ribeirinhas e quilombolas.

Segunda fase: idosos de 60 a 74 anos

Terceira fase: pessoas com diabetes mellitus; hipertensão arterial grave; doença pulmonar obstrutiva crônica; doença renal; doenças cardiovasculares e cerebrovasculares; indivíduos transplantados de órgão sólido; anemia falciforme; câncer; e obesidade grave, com Índice de Massa Corporal igual ou maior que 40 (IMC≥40).

Quantas pessoas serão vacinadas nestas três fases?

A estimativa é de 1,75 milhão de pessoas.

E o resto da população?

Será vacinada após essas fases, em cronograma ainda a ser definido pelo Ministério da Saúde.

Quem vai aplicar as vacinas?

Isso cabe à prefeitura de cada município. Mas o Governo do Estado também capacitou 60 apoiadores, dentre eles, profissionais da Força Estadual de Saúde (Fesma), técnicos da Vigilância Epidemiológica e Atenção Primária Estadual, que ajudarão os municípios a executarem a campanha.

A vacina tem contraindicações?

A vacina não é indicada para pessoas com menos de 18 anos, gestantes e quem tenha reação anafilática confirmada a qualquer componente da vacina.

Como será a vacinação de acamados e pessoas com dificuldade de locomoção?

A equipe de saúde de cada município definirá a estratégia para a vacinação dessas pessoas.

Com a vacinação, posso parar de usar máscaras?

Não. A máscara, o distanciamento e a higiene das mãos continuam fundamentais para o combate à doença. Isso tudo só será deixado de lado quando toda a população estiver vacinada.

COMENTÁRIOS

Conheça a chapa vencedora da eleição Famem biênio 2021/2022

A “Chapa 2 – Sálvio Dino: Municipalismo na prática” venceu as eleições da Diretoria e Conselho Fiscal da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão, Famem, realizadas nesta quinta-feira, 14, na sede da entidade em São Luís. O prefeito de Igarapé Grande, Erlanio Xavier (PDT) vai continuar a presidir a Federação no biênio 2021-2022.

A eleição, com votação presencial, da nova diretoria e do Conselho Fiscal da Famem teve a participação de 214 prefeitos. O prefeito de João Lisboa, Vilson Lima, não justificou e nem se fez presente na sede da entidade. Dois prefeitos deixaram de votar por estarem cumprindo isolamento social devido à Covid-19, os prefeitos de Bequimão, João Batista; e de São Domingos do Azeitão, Lourival Leandro dos Santos Júnior (Júnior do Posto). Cinco votos foram anulados pela comissão eleitoral.

Veja na integra os novos dirigentes e respectivos cargos:

CHAPA 1: “Sálvio Dino – Municipalismo na Prática”

Presidente: Erlanio Furtado Luna Xavier  (Igarapé Grande)

1º Vice-Presidente: João Luciano Silva Soares (Pinheiro)

2º Vice-Presidente: José Carlos de Oliveira Barros (Vargem Grande)

Secretário Geral: João Igor Vieira Carvalho (São Bernardo)

1º Secretário: Aluísio Carneiro Filho (Esperantínópolis)

2º Secretário: Emerson Livio Soares Pinto (São João Batista)

Tesoureiro: Fernando Portela Teles Pessoa (Tuntum)

1ª Tesoureiro: Amaury Santos Almeida (Mirinzal)

2º Tesoureiro: Alexandre Magno Pereira Gomes (São João dos Patos)

Diretor de Educação: Vanderly de Sousa do Nascimento Monteles (Anapurus)

Diretor de Saúde: Erik Augusto Costa e Silva (Balsas)

Diretor de Assistência Social: Samia Coelho Moreira Carvalho (Santa Quitéria do Maranhão)

Diretor de Meio Ambiente: Raimundo Nonato Carvalho (Magalhães de Almeida)

Diretor de Cultura: Raimunda da Silva Almeida (Fernando Falcão)

Diretor de Orçamento e Finança: Adriano Machado de Freitas (São Vicente Ferrer)

Diretor de Segurança: Edilson Campos Gomes de Castro (Palmeirândia)

Diretor Jurídico: Amílcar Gonçalves Rocha (Barreirinhas)

Diretor de Infraestrutura e Urbanístico: Raimundo Silva Rodrigues da Silveira (Parnarama)

Diretor de Representação de Brasília: Washington Luís de Oliveira (Bacuri)

1º Conselheiro Fiscal: Deibson Pereira Freitas (Trizidela do Vale)

2º Conselheiro Fiscal: Ubirajara Rayol Soares (Graça Aranha)

3º Conselheiro Fiscal: Cociflan Silva do Amarante (Ribamar Fiquene)

1º Suplente Fiscal: Antonio Coelho Rodrigues (Sítio Novo)

2º Suplente Fiscal: Francisco Flávio Lima Furtado (Duque Bacelar)

3º Suplente Fiscal: José Farias de Castro (Brejo)

COMENTÁRIOS

Governo reúne secretarias estratégicas para alinhamento do plano logístico da vacinação contra a Covid-19 no Maranhão

Representantes das Secretarias de Estado da Saúde (SES), de Governo (Segov) e da Segurança (SSP) estiveram reunidos, nesta quinta-feira (14), para alinhar as estratégias para a recepção e a distribuição da vacina contra a Covid-19 no Maranhão. O encontro aconteceu no Salão de Atos do Palácio dos Leões, e contou com a participação do secretário da Saúde, Carlos Lula, do secretário de Governo, Diego Galdino, além de representantes da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP).

“Acreditamos que até o final deste mês estaremos iniciando o processo de imunização. Dessa maneira, é importante priorizarmos a segurança e, ao mesmo tempo, a celeridade durante a recepção e distribuição das doses. Nosso objetivo é continuar fazendo aquilo que temos feito desde o início da nossa gestão, que é cuidar das pessoas, e durante o enfrentamento à Covid reforçamos ainda mais este compromisso vital”, disse Carlos Lula.

A Segurança do Estado dará apoio no transporte e distribuição das vacinas desde a chegada até a entrega aos municípios, responsáveis pela vacinação da população. As vacinas virão de Fortaleza (CE) com destino para São Luís. Na capital, os imunobiológicos serão encaminhados para a Central Estadual de Distribuição para serem direcionados às 18 Regionais de Saúde do estado e Região Metropolitana de São Luís. Todo o processo deverá ser realizado em até três dias, com uso de vans refrigeradas e transporte aéreo.

Segundo o comandante da Polícia Militar do Maranhão, coronel Pedro Ribeiro, a logística de segurança deverá ser semelhante à já aplicada no período eleitoral. “Toda a movimentação deverá acontecer em conjunto com o Corpo de Bombeiros, a Polícia Civil e o Centro Tático Aéreo. Trata-se de um planejamento que envolve a segurança durante todo o trajeto das vacinas, incluindo o armazenamento e o transporte até os locais de distribuição”, explicou.

De acordo com o secretário de Governo, Diego Galdino, o alinhamento entre as secretarias estratégicas para execução do plano estadual tornará o Maranhão modelo na logística da campanha de vacinação para o Brasil. “Cada um dos presentes terá grande papel nesta mobilização. Acreditamos que ela poderá ser referência não apenas no estado, mas também para todo o país. Contamos com o planejamento que cada prefeitura está fazendo para executarmos com sucesso o Plano Estadual de Vacinação”, pontuou.

Também participaram da reunião o representante do Gabinete Militar do governador Flávio Dino, coronel Leite; o comandante do Corpo de Bombeiro Militar do Maranhão (CBMMA), coronel Célio Roberto; o representante da SSP-MA, delegado Antônio Carlos Martins; o comandante do Centro Tático Aéreo (CTA), coronel Magno; além da subsecretária da Saúde, Karla Trindade; a secretária adjunta da Política de Atenção Primária e Vigilância em Saúde, Waldeise Pereira, e a superintendente de Epidemiologia e Controle de Doenças, Tayara Costa.

Cronograma

Secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula (Foto: Divulgação)

Conforme o Plano Estadual de Vacinação, o cronograma de imunização contra a Covid-19 foi dividido em três fases. Na primeira fase estão os trabalhadores de saúde; pessoas de 75 anos ou mais; pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas; população em situação de rua; população indígena, aldeada em terras demarcadas; povos e comunidades tradicionais ribeirinhas e quilombolas.

Na manhã desta quinta-feira (14), o secretário Carlos Lula também se reuniu com o Ministério da Saúde, por plataforma virtual. A previsão dada pelo órgão federal é para que a vacinação comece simultaneamente em todos os estados na próxima semana.

Para garantir que todos os grupos prioritários sejam imunizados, a Secretaria de Estado da Saúde garantiu o envio de 4 milhões de insumos, entre seringas e agulhas, aos municípios. Ao todo, o Maranhão conta com mais de 2 mil pontos de vacinação.

COMENTÁRIOS

Atenção! SMTT vai intensificar ações para a realização do ENEM 2021

Com o objetivo de oferecer apoio à realização do Exame Nacional de Ensino Médio (ENEM), nos próximos dias 17 e 24 de janeiro, a Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), expediu portaria autorizando a circulação regular da frota de ônibus do sistema urbano para deslocamento de estudantes, bem como realizar o disciplinamento e ordenamento do trânsito. Para a efetivação das ações de trânsito, a partir das 6h até o final das provas, a SMTT disponibilizará agentes de trânsito com motos e viaturas nos dois domingos do certame.

Segundo o secretário Cláudio Ribeiro, a operação de trânsito será realizada com a intensificação do disciplinamento e orientação dos condutores.  Além de ações para garantir a preferencial do fluxo no sentido das instituições de ensino, locais de prova. “Mesmo considerando toda realidade de restrições em função da pandemia, a orientação do prefeito Eduardo Braide é de oferecer as condições seguras de deslocamento aos participantes a fim de evitar possíveis transtornos”, ressaltou o titular da SMTT.

Veja alguns pontos de apoio ao trânsito durante o ENEM na capital:

1 – Avenida Jerônimo de Albuquerque: Elevado da Cohama, Rotatória da Cohab (Avenida São Luís Rei de França, Avenida São Sebastião);

2 – Cruzamento da Forquilha com Cruzeiro do Anil;

3 – Cruzamento do Parque Vitória, Posto Natureza;

4 – Rotatória da Polícia Militar (Calhau);

5 – Rotatória Avenida dos Holandeses com a Avenida Daniel de La Touche;

6 – Faculdade Pitágoras/FAMA (São Luís Rei de França);

7- CEUMA Anil, UNDB, Canto da Fabril, Cabeceira da Ponte do São Francisco, CEST (Anil), CINTRA, pontos estratégicos no Centro.

Juntamente com a ação no trânsito, a SMTT também autorizou, por meio de portaria, a circulação integral da frota para os dias úteis, período pandêmico, nos dias do Enem. A autorização se refere às linhas Campus/Terminal Praia Grande, Campus/Praça Deodoro/Terminal Praia Grande, Uema/Ipase e Terminal/BR 135, garantindo assim o deslocamento dos candidatos.

A SMTT prevê um total de 152 mil passageiros em circulação no domingo, uma média de 10% acima da média dos domingos normais. A secretaria ressalta que os servidores da secretaria estarão lotados nos terminais de integração e na fiscalização no período do evento, incluindo o monitoramento através do Centro de Controle de Operações (CCO) direto da secretaria; que o não cumprimento das viagens programadas implicará em notificação e multas às empresas concessionárias com base nas sanções previstas em edital de concorrência pública.

COMENTÁRIOS

Erlânio Xavier se reelege no comando da FAMEM

E finalmente o dia da eleição da Famem chegou. Depois de uma semana tensa e em busca de apoio de todos os lados, os candidatos Erlânio Xavier, Prefeito reeleito de Igarapé Grande e Fábio Gentil, de Caxias, se “enfrentaram” nas urnas, durante toda esta quinta-feira (14).

E o grande vitorioso foi… Erlânio Xavier, que vai comandar a Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM)  no biênio 2021/2022. Dos 214, prefeitos que votaram, 119, optaram pela chapa 1 Sálvio Dino. O comando da entidade de todos os prefeitos maranhenses terá Erlânio como presidente e o prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio como vice.

 

 

Nota do prefeito Erlânio Xavier sobre investigação do Fundeb | Blog John Cutrim

 

COMENTÁRIOS

São Luís já tem data para iniciar vacina contra COVID-19; Plano municipal de vacinação será anunciado nesta sexta-feira (15)

O prefeito Eduardo Braide participou, nesta quinta-feira (14), de uma videoconferência com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, para tratar sobre o Plano Nacional de Imunização contra o novo coronavírus. Em São Luís, bem como nas demais cidades brasileiras, a vacinação está programada para começar na próxima quarta-feira, dia 20. O Ministério ainda irá definir o quantitativo de doses que cada município receberá na primeira fase da campanha de vacinação.

“Amanhã (15) vamos detalhar o nosso Plano Municipal de Vacinação. Mas a população de São Luís pode ficar tranquila, pois a Prefeitura está preparada para seguir com a imunização assim que as doses forem disponibilizadas. Temos seringas em estoque suficiente para iniciar a vacinação e também vamos solicitar ao Ministério da Saúde que envie junto com as vacinas o quantitativo necessário de seringas para seguir a vacinação normalmente”, garantiu o prefeito Eduardo Braide, que participou da reunião on line organizada pela Frente Nacional dos Prefeitos.

Durante a videoconferência, o ministro Eduardo Pazuello informou aos prefeitos das datas programadas pelo Governo Federal para dar início à campanha nacional de imunização. Nesta quinta-feira (14) uma missão coordenada pelo Ministério da Saúde partiu para a Índia para buscar dois milhões de doses da vacina contra a Covid desenvolvida pelo consórcio da farmacêutica britânica AstraZeneca e da Universidade de Oxford. O lote foi fabricado pelo laboratório indiano Serum e importado pela Fiocruz.

Também serão disponibilizadas seis milhões de doses da vacina Coronavac, desenvolvida pela parceria Sinovac-Butantan. A previsão do ministério é que até o domingo (17), a Anvisa autorize o uso emergencial das vacinas. Havendo aprovação, na segunda-feira (18), as doses serão distribuídas aos estados e, por fim, aos municípios para que seja iniciada a vacinação na quarta-feira (20), às 10h, em todas as cidades brasileiras. A distribuição das duas vacinas será feita de forma proporcional, levando em consideração o quantitativo de pessoas do público-alvo em cada município.

“Uma boa notícia que o Ministério da Saúde nos deu é que as doses que serão enviadas aos municípios virão no quantitativo necessário para que seja feita a aplicação das duas doses em cada pessoa. Sabemos que após a primeira dose, para garantir que a pessoa, de fato, esteja imunizada é necessário aplicar uma segunda dose após três semanas. Desta forma, vamos garantir a efetividade da campanha de imunização”, explicou o prefeito Eduardo Braide.

Participaram da videoconferência 140 prefeitos das 26 capitais e outras grandes cidades brasileiras. A reunião on line foi organizada pela Frente Nacional dos Prefeitos para que os gestores municipais pudessem tirar suas dúvidas quanto ao Plano Nacional de Imunização contra o novo coronavírus. Em janeiro, o Governo Federal disponibilizará 8 milhões de doses de vacina contra a Covid e a previsão é que até o fim de 2021 sejam disponibilizadas 352 milhões de doses.

COMENTÁRIOS