Deputado maranhense quer impedir suspensão de planos de saúde por inadimplência

O deputado maranhense federal André Fufuca (Progressistas-MA) apresentou hoje, projeto de lei que impede a suspensão de planos de saúde por inadimplência durante a pandemia de Covid-19.

“Muitas pessoas não vão poder pagar o plano por conta da crise econômica. Dessa forma, não podemos permitir que o plano abandone essas pessoas justamente quando elas mais precisam”, disse o deputado.

O projeto pretende criar mecanismos que impeçam a suspensão da cobertura pelos planos. Na visão do deputado, a interrupção dos planos pode piorar ainda mais a situação na rede pública.

COMENTÁRIOS

Eleições 2020! Duarte Jr é acionado por propaganda enganosa

O Ministério Público Eleitoral ajuizou, em 30 de março, Representação por prática eleitoral irregular contra Hildelis Silva Duarte Júnior, mais conhecido como Duarte Jr., deputado estadual e pretenso candidato ao cargo de prefeito de São Luís.

Assinada pela promotora eleitoral Moema Figueiredo Viana Pereira, a manifestação foi motivada pela distribuição de revistas, por meio do serviço dos Correios, às residências de eleitores, em desobediência à legislação eleitoral.

Como medida liminar, o Ministério Público Eleitoral requer a determinação da busca e apreensão dos exemplares (ainda não distribuídos) da revista, bem como da imediata suspensão da distribuição, com a notificação do gerente comercial da agência central de Correios, localizada na Praça João Lisboa, em São Luís, para que se abstenha de enviar o material ali existente.

Foi requerida igualmente a condenação do representado no pagamento da multa definida na Lei das Eleições e na Resolução nº 23.610/2019, do Tribunal Superior Eleitoral.

IRREGULARIDADES

As irregularidades chegaram ao conhecimento do Ministério Público por meio de publicação veiculada no blogue Online1, que noticiou a distribuição pelo deputado estadual Duarte Jr. de aproximadamente 201 mil exemplares da publicação em residências da capital.

Durante a investigação, o procurador regional Eleitoral, Juraci Guimarães Júnior, e o promotor eleitoral Pablo Bogéa Pereira Santos, informaram ter recebido um exemplar da revista em suas respectivas residências, acrescentando que o material fora enviado a inúmeros apartamentos dos prédios onde moram.

De posse do exemplar, o MP Eleitoral verificou que, contrariando a legislação eleitoral, não constam na revista informação sobre a tiragem e o número de inscrição no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) ou no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) dos responsáveis pela sua confecção e contratação.

Na manifestação, a promotora destacou que, embora uma só revista seja suficiente para comprovar a irregularidade, foi expedido ofício à agência central dos Correios de São Luís, objetivando saber exatamente a quantidade de revistas distribuídas, os locais de distribuição e o valor do serviço contratado.

“A pretexto de prestar contas de sua atuação enquanto parlamentar, o representado, na verdade, promove a sua pré-candidatura, o que se revela não apenas pela excessiva quantidade de revistas distribuídas, mas, sobretudo, pelo conteúdo, que, além de vincular a sua imagem a projetos relacionados à saúde, educação, proteção aos animais, direitos do trabalhador e do consumidor, faz alusão a trabalhos futuros, mencionando expressamente que ‘muito ainda precisa ser feito’ e ‘acredite: juntos faremos muito mais’, referindo-se, por óbvio, à sua pretensa atuação como prefeito de São Luís”, enfatizou Moema Figueiredo Viana Pereira.

De acordo com a representante do MP, a publicação ressaltou, também, ações de Duarte Jr. quando era dirigente do Procon, o que revela que a propaganda não se restringe à sua atuação como parlamentar, não tendo o propósito de prestar contas de sua conduta e trabalho na Assembleia Legislativa, mas, sim, de demonstrar a sua performance na vida pública.

LEGISLAÇÃO

A manifestação do MP está fundamentada pelo artigo 36 da Lei nº 9.504/19974, que veda, expressamente, a divulgação de propaganda eleitoral antes do dia 16 de agosto do ano das eleições, e pelo artigo 38, que exige que todo material impresso de campanha eleitoral deverá conter o número de inscrição no CNPJ ou CPF do responsável pela confecção, bem como de quem a contratou, e a respectiva tiragem.

“Nas revistas recentemente distribuídas não constam as informações exigidas pelo dispositivo legal acima indicado. Não há dúvidas, portanto, que os impressos contrariam frontalmente a legislação eleitoral, restando demonstrada e provada a realização de propaganda extemporânea”, declarou, na manifestação, Moema Figueiredo.

COMENTÁRIOS

União entre Governo e empresas garante mais equipamentos para combater o Covid-19 no MA

Equipamentos como respiradores, máscaras, termômetros e álcool 70 foram algumas das doações recebidas pelo Governo do Maranhão de diversas empresas. A ação, articulada pela Secretaria de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), faz parte da luta para combater e prevenir o Covid-19.

O principal objetivo dos empresários é apoiar o poder público na atuação contra a pandemia. O movimento está concentrado na aquisição de aparelhos de ventilação pulmonar e respiração assistida e em soluções de álcool 70, e máscaras, indicadas a profissionais de saúde e suspeitos de contaminação.

Ao todo foram arrecadados mais de R$ 10 milhões para a compra de máscaras, termômetros, testes rápidos e respiradores doados por empresas de diversos segmentos, como Alumar, Alfa Engenharia, Canopus, Centro Elétrico, COC, Comercial Rofe, Constans, Dínamo Engenharia, Dimensão, Eneva, EDP Transmissão de Energia, Escudo, Fribal, Faculdade ISL Myden, Gera Maranhão, Grupo Mateus, LavroNorte, Lua Nova, Omega, Potiguar, Revest Comércio e Serviços, Roque Aço e Cimento, RJ Distribuições, RBC Construções, Silveira Engenharia, Sinduscon e Suzano.

Já as empresas Agro Serra, Ambev, Grupo Maratá, FC Oliveira, Guaraná Psiu e Solar Coca-Cola se uniram e estão doando mais de 1.000 litros de álcool que serão destinados para unidades de saúde do estado.

O secretário da Seinc, Simplício Araújo, explica que as doações são um grande ato de união e solidariedade. “O setor público e a iniciativa privada estão trabalhando juntos para que possamos combater o mais breve possível esse vírus. Esses insumos se somam às esforços do governador Flávio Dino e ajudam na celeridade do combate e prevenção da doença”, disse Araújo.

Mais doações

Empresas da área de mídia também estão engajadas na luta contra o Covid-19 junto com o Governo do Maranhão. A JC Decaux doou R$ 150 mil em mobiliários urbanos; a Novagraf, R$ 20 mil para produção de cartazes e a Brasil Balões R$ 6.600 para mídia e blimps.

Outro reforço veio da 99 Tecnologia, que doou 4 mil corridas de táxi para profissionais de saúde do Governo do Maranhão.

COMENTÁRIOS

Deputados maranhenses testam positivo para o Coronavírus…

Dois deputados maranhenses foram diagnosticados com o Covid-19. Trata-se da deputada estadual Daniella Tema (Republicanos) e o deputado federal Aluísio Mendes.

Em nota, a parlamentar disse que, mesmo sem apresentar os sintomas da doença, realizou o exame após ter contato com algumas pessoas suspeitas de estarem com o novo coronavírus. Ainda que assintomática, ela se manteve em isolamento domiciliar nos últimos dias, tomando as precauções necessárias e monitorando quaisquer sintomas.

O estado de saúde de Daniella Tema é considerado fora de risco. A parlamentar permanecerá em quarentena até que sua saúde seja restabelecida.

Já o deputado federal Aluísio Mendes (PSC) informou que, depois do terceiro teste para Covid-19, diagnosticou positivo. O parlamentar maranhense havia se encontrado com o deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, que integrou a comitiva que voltou dos EUA.

Da comitiva, 23 pessoas foram diagnosticadas com coronavírus.

O parlamentar encontra-se em observação médica e seu estado de saúde é considerado  fora de risco.

COMENTÁRIOS

Assembleia adota medidas de contenção de gastos para ajudar no combate ao novo coronavírus

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), por meio da Resolução Administrativa 161/2020, adotará um conjunto de medidas de contenção de gastos no Parlamento Estadual, durante o período de suspensão das atividades na Casa, em razão do momento econômico causado pela pandemia do novo coronavírus.  Com a economia,  o Poder Legislativo pretende colaborar com recursos para o combate à doença no Maranhão.

A matéria foi publicada no Diário Oficial do Poder Legislativo de segunda-feira (30) e já está em vigor.

Segundo a Resolução, ficam suspensas, por 60 dias, as emissões de novas Ordens de Fornecimento e Serviços relativas à execução dos Contratos Administrativos ajustados entre a Assembleia Legislativa e particulares, tais como o agenciamento de viagens, emissão, reserva, remarcação e cancelamento de passagens aéreas, rodoviárias, fluviais e ferroviárias; a prestação de serviços de buffet e de hotelaria, assim como de alimentação a convidados oficiais.

Além disso, também ficam suspensos o fornecimento de materiais de expediente e a prestação de serviços de locação de ônibus e micro-ônibus, entre outras medidas.

O chefe do Legislativo maranhense, deputado Othelino Neto (PCdoB), ressaltou que a Resolução tem como objetivo promover o equilíbrio das contas públicas e tentar amenizar os impactos econômicos inevitáveis, que foram provocados pelo atual momento de emergência sanitária. “Seguimos nos adaptando ao atual cenário, agindo com responsabilidade e adotando todas as medidas necessárias para ajudar a tentar amenizar o abalo econômico provocado pela pandemia”, assinalou.

Desde o último dia 17, a rotina do Legislativo Estadual foi alterada por conta da pandemia da COVID-19. Foi adotado um conjunto de medidas preventivas visando garantir a segurança dos deputados e servidores.

Na primeira Resolução Administrativa, ficaram suspensos o acesso de visitantes e usuários às dependências da Alema e a realização de eventos coletivos não relacionados diretamente às atividades legislativas do Plenário e das comissões.

Após a confirmação do primeiro caso de coronavírus no Maranhão, foi publicada uma nova Resolução Administrativa, que determinou a suspensão das atividades da Casa por 15 dias, mantendo apenas os serviços considerados essenciais, com regimes de rodízio, plantões, redução de expediente ou trabalho remoto.

COMENTÁRIOS

Governo apresenta fluxo para atendimento a casos de coronavírus na rede pública de São Luís

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) apresentou o fluxo atualizado de atendimento aos usuários das Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e Hospitais da capital maranhense contra o coronavírus (Covid-19). A explanação aconteceu nesta segunda-feira (30), em coletiva realizada no Palácio dos Leões, e também teve o objetivo de explicar como se dá a assistência às pessoas não suspeitas da doença, bem como as respectivas unidades médicas que farão o atendimento.

“A nossa preocupação sanitária é cuidar da vida dos maranhenses. Continuaremos a tomar nossas medidas com base na ciência e não em achismos. O mais rápido possível queremos voltar à realidade, mas só faremos isso quando a doença estiver controlada e a população segura. Nós iremos vencer esta doença, pois o Maranhão é muito maior que o vírus”, disse o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

A apresentação se deu no mesmo dia em que o governador Flávio Dino pontuou os casos confirmados e informou sobre o primeiro óbito por conta da doença no estado. As ações tomadas pelo executivo estadual destacaram as medidas de prevenção e controle do Covid-19 e também apoio aos maranhenses para que mantenham o isolamento social e práticas de higiene.

Também estiveram presentes na coletiva o secretário de Estado de Articulação das Políticas Públicas, Marcos Pacheco; o secretário de saúde de São Luís, Lula Fylho; o médico e assessor especial da SES, Rodrigo Lopes; e a superintendente do Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão (HUUFMA), Joyce Santos.

Atendimento

O fluxo de atendimento foi construído a partir do trabalho conjunto entre os entes federal, estadual e municipal. No novo fluxo, as UPAs Itaqui-Bacanga, Cidade Operária e Vinhais receberão qualquer pessoa que apresente sinal gripal por mais de uma semana. Nessas unidades, os indivíduos serão submetidos ao primeiro atendimento e, em seguida, à triagem em estruturas montadas na parte externa, para que seja dado diagnóstico de quadro leve, moderado ou grave.

Hospital Carlos Macieira é uma das unidades de referência para o tratamento do Covid-19 na capital (Foto: Julyane Falcão)

Os casos considerados leves são aqueles em que os pacientes apresentam sinais e sintomas de gripe comum, coriza e mal-estar. Os enquadrados neste grupo deverão receber alta e serão encaminhados ao isolamento domiciliar com monitoramento constante de técnicos da SES.

Já os identificados como moderado são os apresentam coriza, tosse seca, febre de 38° ou mais e que esteja persistente, além de desconforto respiratório. Estes, deverão ser encaminhados para a enfermaria das unidades médicas e hospitalares de referência para o coronavírus na capital, que são: Hospital Dr. Carlos Macieira (HCM), Hospital das Clínicas Integradas (HCI), Hospital da Mulher (HM) e Hospital Universitário (HUUFMA). Em casos excepcionais, a enfermaria do Hospital de Traumatologia e Ortopedia do Maranhão (HTO) também poderá ser utilizada.

Os classificados com quadro grave são aquelas pessoas que estiverem com tosse intensa, febre alta e falta de ar. Estes, deverão ser imediatamente transferidos para unidades de tratamento intensivo (UTI) do HCM, HCI, Hospital da Mulher, HUUFMA ou HTO.

De acordo com o secretário municipal Lula Fylho, 51 unidades básicas de saúde de São Luís darão apoio aos casos diagnosticados como leves. “O município de São Luís tem buscado esforço conjunto com o Estado para que sejam dadas as respostas que a população precisa. Queremos ser porta aberta para os casos considerados leves, que são aqueles que apresentarem desconforto respiratório pouco evidente, ou aquela gripe persistente, e que por estes motivos despertem dúvidas nas pessoas”, destacou.

Também presente na coletiva, a superintendente do HUUFMA, Joyce Santos, observou a união entre as esferas governamentais contra a doença. “O HUUFMA ficou especificamente para atendimento dos pacientes mais graves. Diante disso, ele se faz presente não apenas no sentido da assistência, mas também da capacitação daqueles que trabalham na unidade”, ressaltou.

Mais segurança

Secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula (Foto: Julyane Galvão)

Segundo o assessor especial da SES Rodrigo Lopes, também foram elencadas unidades médicas consideradas blindadas para dar assistência aos pacientes não diagnosticados por Covid-19. A medida foi tomada no intuito de não haver cruzamento de fluxo entre pacientes saudáveis e os provavelmente suspeitos, ou infectados, algumas unidades foram blindadas e destinadas exclusivamente aos atendimentos de paciente comuns.

As unidades blindadas são o Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão 1), Hospital de Urgência e Emergência Dr. Clementino Moura (Socorrão 2), UPA Vila Luizão, UPA Parque Vitória, Instituto Maranhense de Oncologia Aldenora Bello (IMOAB), Hospital de Câncer do Maranhão e o Hospital Universitário Materno Infantil (HUMI).

Portaria

Entre as determinações de segurança foi apresentada a Portaria nº 202, que orienta sobre velório e sepultamento para casos suspeitos e confirmados de Covid-19. Para evitar riscos de contaminação, os velórios devem acontecer em local aberto e não residencial. No momento do enterro, o número será limitado a 10 pessoas presentes e o caixão deverá estar lacrado.

COMENTÁRIOS

Ministério Público se mobiliza para punir autores de fake news no Maranhão

O Governo do Maranhão e outros poderes públicos do Estado estão unidos para identificar e pedir a punição de autores de fake news sobre o coronavírus. Diversas notícias falsas vêm sendo espalhadas nas redes sociais, o que dificulta ainda mais a prevenção e o combate à doença.

Uma das mais recentes ações contra as fake news é do Ministério Público do Maranhão. O procurador-geral de Justiça do Ministério Público e o Centro de Apoio Operacional Criminal lançaram uma nota técnica para orientar a atuação de seus integrantes na área criminal.

“A profusão do uso das redes sociais e outros meios de comunicação para a prática de crimes, tais como, a divulgação de notícias ou fatos inverídicos, a incitação ao crime e outras práticas ilícitas impõem vigilância e providências por parte do Ministério Público”, diz o documento.

A nota técnica mostra que os autores de fake news podem ser processados diversos crimes (por exemplo, calúnia, difamação ou injúria, com pena de detenção, entre outras punições).

O Ministério Público deixa claro que se a notícia falsa tiver o objetivo de provocar falso alarme ou pânico acerca do coronavírus, o autor está sujeito à pena de prisão.

Além disso, são elencados outros tipos de crimes, como o caso em que a fake news tiver link com código malicioso para roubar dados do usuário.

“Em qualquer dos casos acima referidos, além das consequências descritas, no âmbito penal, outras providências poderão ser adotadas contra os autores das condutas indicadas, com a exclusão da notícia e reparação de eventuais danos materiais e morais”, afirma a nota técnica.

O Ministério Público do Estado do Maranhão acrescenta que “nesse grave momento por que passa a sociedade brasileira, reafirma sua missão institucional de guardião da ordem jurídica e de fiscal do efetivo respeito dos Poderes Públicos e dos serviços de relevância pública aos direitos assegurados na Constituição Federal, dentre os quais o direito à saúde e à vida”.

COMENTÁRIOS

Lançada campanha “Fique em Casa e Faça o Bem”, em parceria com entidades de Imperatriz

Na manhã desta quinta-feira (26), os deputados Professor Marco Aurélio e Rildo Amaral, além do Secretário de estado da infraestrutura, Clayton Noleto, fizeram transmissões ao vivo de suas redes sociais lançando a campanha Fique em Casa e Faça o Bem.

A Campanha foi criada com o intuito de ajudar aqueles que mais precisam de apoio em meio ao momento de pandemia global do Covid-19. O movimento tem por objetivo arrecadar recursos para a aquisição de cestas básicas que serão distribuídas por entidades filantrópicas de Imperatriz a famílias carentes e profissionais que estão impedidos de trabalhar durante o período de isolamento social.

Durante a transmissão, Marco Aurélio destacou a integração entre uma grande rede de amigos e as entidades que estão participando. Foi buscada também uma parceria com a rede de supermercados Mateus, que disponibilizou uma plataforma do cartão pré-pago, possibilitando que as entidades já recebam as doações de forma direta e ao término, adquiram as cestas básicas para serem entregues. A plataforma digital garante segurança fiscal, além de total transparência.

Marco Aurélio reforçou a importância da integração de esforços. “Estamos vivendo um momento nunca antes imaginado. O isolamento social dessa pandemia nos traz a necessidade de mudarmos certos hábitos, mas não podemos deixar de sermos solidários. Por isso unimos esforços com tantas pessoas e entidades para juntos fazermos uma grande corrente do bem. Imperatriz é e sempre foi uma cidade muito solidária, que sempre se ajuda durante os momentos mais difíceis, por isso tenho a certeza que iremos conseguir “dar as mãos” e atravessar essa tempestade, e neste caso, respeitando o protocolo para que todos que puderem, fiquem em casa e façam o bem”, afirmou o deputado.

Direto de suas próprias residências, as pessoas poderão escolher uma das instituições participantes, que serão beneficiadas. Com o recurso, as próprias instituições farão a compra das cestas e selecionarão as pessoas que serão beneficiadas e realizar a entrega das cestas. Estão participando da campanha, a Fazenda da Esperança, da Igreja Católica, o Instituto Lugar de Ajuda, da Igreja Nova Aliança e a Associação Beneficente Cidade Esperança, da Igreja Assembleia de Deus. Todos os líderes das entidades concordaram em fazerem as entregas das cestas sem aglomerações, a partir da identificação de necessidades nos bairros da cidade. A entrega será feita exclusivamente pelas entidades.

Os interessados devem entrar em contato, através do telefone (99) 98159-4289, informando o valor que deseja contribuir e a instituição para qual deseja destinar a doação. A partir daí é gerado o boleto e o doador, ao efetuar o pagamento pelo seu app do banco, automaticamente já informa seus dados, inclusive para as emissões dos recibos fiscais.

Marco Aurélio agradeceu a atenção e reforçou a importância da participação das pessoas. “Em breve, com muita fé em Deus, nós voltaremos às nossas rotinas, com tantos outros desafios que devem surgir, mas tenho a plena certeza que juntos somos capazes de superar qualquer que seja o obstáculo. Sabemos da gravidade desse vírus e da importância de seguir as orientações das autoridades de saúde, por isso essa campanha é tão importante porque possibilita que você e sua família ajudem, mesmo de casa. Fique em Casa e Faça o Bem,” finalizou.

COMENTÁRIOS

Assembleia e Seduc firmam parceria para gravação de videoaulas aos alunos da rede pública de ensino

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), e o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, oficializaram parceria, nesta sexta-feira (27), visando à utilização da estrutura do Complexo de Comunicação da Alema para a gravação de videoaulas voltadas aos estudantes das redes públicas estadual e municipais. A reunião contou também com a participação do diretor de Comunicação da Alema, jornalista Edwin Jinkings.

O instrumento pedagógico servirá como auxílio aos alunos nesse período de suspensão das aulas por conta da pandemia do novo coronavírus. O conteúdo produzido será veiculado pela TV Assembleia (canal aberto digital 51.2/17 TVN), além de outras emissoras de rádio, por meio de audioaulas, e de plataformas digitais para que todos tenham a possibilidade de acesso à aprendizagem.

O chefe do Legislativo maranhense pontuou que é mais uma parceria da Assembleia com o Governo do Estado, a exemplo da que foi firmada na área da Saúde, para amenizar os efeitos da crise provocada pela COVID-19, no Maranhão.

“É uma iniciativa muito importante para que os alunos, que, infelizmente, não estão podendo frequentar as escolas em razão da pandemia, possam ter acesso ao conteúdo e, assim, a comunidade escolar permaneça mobilizada e os prejuízos sejam menores”, afirmou Othelino.

Colaboração

O secretário de Educação, Felipe Camarão, explicou que as videoaulas não substituirão as aulas presenciais, mas serão um reforço nesse período de suspensão das atividades escolares. Ainda de acordo com o titular da Seduc, serão produzidos conteúdos para o Ensino Fundamental e Médio. As aulas serão gravadas seguindo os protocolos de segurança recomendados por órgãos de saúde.

“Nós teremos videoaulas, que serão transmitidas pela TV Assembleia e disponibilizadas, também, na internet, além de audioaulas transmitidas pelas rádios, de modo que possamos atingir o máximo de estudantes possível em todo o Maranhão. A expectativa é de que os pais possam garantir que seus filhos assistam para que, depois que a suspensão acabar e as aulas voltarem, a gente faça apenas o reforço do conteúdo e a vida seguir normalmente, que é o mais importante”, assinalou.

Felipe Camarão agradeceu a parceria com os deputados estaduais pela importante colaboração em mais uma ação de combate ao novo coronavírus. “Agradecemos imensamente a todos os deputados estaduais, na pessoa do presidente Othelino, que, mais uma vez, demonstra o seu espírito público, trabalhando, efetivamente, em benefício do povo do Maranhão”.

O diretor de Comunicação da Alema, jornalista Edwin Jinkings, informou que as gravações das videoaulas serão iniciadas neste sábado (28), com transmissão do conteúdo a partir de segunda-feira (30), no período da manhã, das 8h às 10h20, e à tarde, das 13h40 às 16h.

“Uma ação de grande importância para os alunos da rede de ensino pública do Maranhão. É um trabalho que será desenvolvido em parceria com a Assembleia, por meio da Diretoria de Comunicação, juntamente com a comunicação da Seduc. Estamos todos empenhados em colaborar, da melhor forma possível, para superarmos essa crise sanitária que o país vive com medidas contra o avanço da pandemia de coronavírus em nosso estado”, frisou Edwin Jinkings.

COMENTÁRIOS

Governo monitora casos confirmados e suspeitos de Covid-19 no Maranhão

Monitoramento covid-19Uma equipe formada por profissionais do Centro de Informações Estratégicas e Vigilância em Saúde (Cievs) da Secretaria de Estado da Saúde (SES) monitora diariamente os casos suspeitos e confirmados do Covid-19 no Maranhão. Diariamente, os profissionais desta equipe monitoram esses pacientes e acompanham a evolução do estado de saúde de cada um deles, além de reforçarem a importância do cumprimento das recomendações médicas.

“O trabalho é dividido entre as pessoas da equipe que monitoram cada caso diariamente. Em conversa com cada um, acompanhamos como está o estado de saúde, a sintomatologia e verificamos se o isolamento está adequado, se alguém da família também está com os sintomas. Esse é um trabalho diário realizado por nós”, explica a coordenadora do Cievs, Jakeline Trinta Rios.

O trabalho do Cievs no controle do Covid-19 tem início quando um caso suspeito é identificado e notificado. Os dados chegam ao sistema do Cievs, que entra em contato com esse paciente e busca a rotina, mapeia as pessoas que tiveram contato com o paciente, se ele veio de outro estado, por qual meio de transporte, com quem ele teve contato e o paciente é orientado a fazer o isolamento domiciliar para barrar o contágio.

Se o paciente veio de outro estado em ônibus ou avião, o contato dos passageiros é anotado. Se o resultado do exame desse paciente é positivo, os passageiros mais próximos desses pacientes são contactados para que façam imediatamente o teste para detecção do vírus.

Quando o resultado do exame é negativo, o paciente recebe uma mensagem da equipe do Cievs, que informa o resultado. Já para os resultados positivos, um médico psiquiatra entra em contato com o paciente e informa o resultado do exame.

“Atualmente, a equipe conta com dois médicos psiquiatras e vamos ampliar essa assistência conforme a demanda. O médico entra para dar o diagnóstico porque ele tem outra abordagem, usa uma linguagem de conforto a esse paciente e está pronto para dar o suporte que ele necessitar”, contou Alberto Allan Rodrigues Patrício, chefe da Assessoria Especial da SES.

Além disso, a equipe do Cievs conta ainda com psicólogos que fazem o monitoramento dos familiares caso seja preciso alguma intervenção. O paciente é monitorado diariamente até ter alta médica. Em alguns casos, dependendo das circunstâncias, a equipe vai até a casa dos pacientes que testaram positivo para fazer coleta de material também dos familiares.

COMENTÁRIOS