Educação: Governo Flávio Dino entrega 12 escolas em 15 dias e amplia acesso ao ensino no Maranhão

Em continuidade ao novo momento pelo qual a Educação do Maranhão passa, o Governo do Estado bateu novo recorde de entregas. Desta vez, são doze escolas em quinze dias. Entre unidades do Escola Digna espalhadas pelo interior do estado e novos IEMA’s, as unidades ofertam desde a educação infantil até o ensino médio e profissional.

Para o ensino fundamental e médio, as cidades de Davinópolis e São Vicente Ferrer receberam, cada uma, uma escola reformada. Já Riachão (1), Estreito (1), Tuntum (3), Paulo Ramos (1) e Codó (2) – neste sábado (17) – receberam oito Escolas Dignas, construídas em substituição a barracões e casas de taipa.

No ensino profissional, as novas unidades foram entregues em Santa Inês e na área do Itaqui Bacanga, em São Luís, que ganharam unidades do Institutos de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA).

Na unidade de São Luís, a aluna Laissa Souza, de 14 anos, era só alegria. “Foi muito bom saber que tinha sido aprovada para o IEMA porque meu sonho sempre foi fazer um curso técnico e agora vou conseguir aqui perto da minha casa mesmo”, conta a aluna que começa o curso de Informática para Internet.

As entregas mais recentes foram realizadas nesta sexta (16) e sábado (17), nas cidades de Paulo Ramos e Codó. Juntas, as unidades escolares receberam investimentos no valor de R$ 1.534.359,54, que vão beneficiar aproximadamente mil estudantes maranhenses.

Paulo Ramos

Na cidade, quem recebeu a nova escola foi a comunidade de Centrão, a 80 quilômetros da sede. Lá, a Escola Digna Municipal Cantinho do Saber foi entregue com duas salas de aula, secretaria, cozinha e banheiros padronizados, em substituição ao antigo barracão de taipa e palha onde crianças estudavam sem a menor estrutura.

Quem conta o que mudou com o novo prédio é a aluna Evelen Caroline, de 12 anos. “Na minha antiga escola era muito ruim, a gente saía de casa limpo e chegava em casa cheio de poeira. Uma vez a professora teve que parar a aula porque saiu de trás do quadro uma serpente. A escola nova está muito linda, vai ser muito bom estudar nela”, conta a adolescente.

Deixe uma resposta