Temer cede a Pezão e decide decretar intervenção no Rio de Janeiro

O Exército Brasileiro passará a ter responsabilidade sobre as polícias, bombeiros e a área de inteligência do Rio de Janeiro, inclusive com poder de prisão de seus membros. A decisão foi tomada no início da madrugada desta sexta-feira (16/2) pelo presidente Michel temer, que vai decretar intervenção na segurança pública por conta da onda de violência que avança no Estado. A medida colocará as Forças Armadas em uma operação inédita em sua história.

A previsão é que o decreto seja publicado ainda nesta sexta-feira, com validade imediata. Está prevista uma solenidade em Brasília, com a presença do governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (MDB). A cúpula do Exército se reuniu em Brasília para tentar traçar as primeiras ações efetivas para a segurança do Rio de Janeiro.

A medida de Michel Temer é uma concessão a pedido do governador Pezão, após uma reunião tensa que terminou de madrugada e contou com as presenças do ministro da Justiça, Torquato Jardim, e dos presidentes da Câmara e do Senado, Rodrigo Maia e Eunício Oliveira.

Deixe uma resposta