Shopping Rua Grande, que abre em janeiro, terá 7 painéis em grafite

Projeção de como será o Shopping Rua Grande (Reprodução)O Shopping Rua Grande terá 7 painéis em grafite (arte mural) em seus espaços de circulação centrais. O empreendimento, que integra os incentivos do Programa Adote um Casarão, do Governo do Estado, será entregue e aberto ao público nas férias de janeiro. “É um presente do governador Flávio Dino aos moradores de São Luís e visitantes, um prédio muito bem localizado que será referência comercial e cultural do Maranhão, além dos empregos gerados”, afirma o secretário de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano, Márcio Jerry.

O espaço oferecerá o conforto e a segurança de um shopping convencional. Terá circulações climatizadas, sanitários, atrações por temporada, ao mesmo tempo em que dedicará um andar especial para a difusão e valorização da cultura maranhense. A obra está sendo cuidadosamente arquitetada e executada por uma equipe de profissionais qualificados.

O Shopping Rua Grande é o primeiro shopping cultural do Maranhão. É resultado do sucesso do Adote um Casarão, programa gerenciado pela Secretaria de Estado das Cidade e Desenvolvimento Urbano (Secid) que disponibiliza, por meio de editais, imóveis do Estado, no Centro Histórico de São Luís, em desuso ou subutilizados, para empresas e grupos culturais.

O Adote um Casarão faz parte do pacote de incentivos do Governo do Estado, reunidos no Programa Nosso Centro, programa idealizado pelo governador Flávio Dino que consolidou as bases para a instituição de um desenvolvimento sustentável no Centro Histórico de São Luís.

Pelo Adote um Casarão, os adotantes dos imóveis assumem o compromisso de restaurar o espaço com direito a uso por um período de 15 anos a 30 anos, dependendo das especificidades de cada edital lançado pelo programa. Integra um programa mais amplo, o Nosso Centro, por meio do qual o Governo do Estado está consolidado as bases de instalação de um modelo planejado e eficiente de desenvolvimento sustentável no Centro Histórico de São Luís.

“A construção do Shopping Rua Grande está entrando em fase de acabamento; as obras estão exigindo um cuidado maior por se tratar de patrimônio histórico e, principalmente, pelas aprovações, nos órgãos competentes, de soluções que nós sugerimos para as instalações elétrica, hidrossanitária e a de combate a incêndios”, explicou a arquiteta Paula Mendonça, autora do projeto arquitetônico.

Grafites

Os artistas responsáveis pelos painéis em grafites estão em seleção. O tema a ser trabalhado nesses painéis é A Cara do Maranhão. “A proposta é que uma obra de arte esteja sendo concluída no dia da inauguração com rostos do público ali presente, valorizando, assim, os maranhenses, nossos heróis desconhecidos”, anuncia Paula Mendonça.

O maior objetivo, segundo a arquiteta, é valorizar o patrimônio. “Seja ele material ou imaterial, que rememora o nosso passado, seja o maranhense de hoje que constrói arduamente nosso futuro”, explica a arquiteta sobre os grafites, que ficarão nas principais áreas de circulação para serem admirados e fotografados.

Cuidado com a obra

Projeção de como será o Shopping Rua Grande (Reprodução)

Com investimentos da ordem de R$ 1,8 milhão, o Shopping Rua Grande é um empreendimento de 2.100m² que funcionará em 3 pavimentos: térreo, 1° piso e 2° piso. Contará com climatização nas áreas de circulação, elevador e sistema de wifi para o público.

Ao todo, serão 172 empregos diretos. Ficará aberto em horário de shopping, das 9h às 21h (12 horas por dia), de segunda-feira a sábado e, aos domingos, a partir das 9h até às 14h, excepcionalmente, com feirinha cultural aberta composta por diversas atrações da culinária, música, dança e artesanato maranhense. Com certeza um novo ponto de referência, com segurança, para quem deseja apreciar o que há de melhor na arte maranhense.

O horário de funcionamento possibilitará um incremento no movimento noturno na área comercial do Centro Histórico de São Luís, no período das 18 às 21h, quando o fluxo de transeuntes e carros diminui com o fechamento do comércio. É o momento em que aumenta o número de vagas de estacionamento que poderão ser utilizadas por consumidores de outras áreas da cidade interessados em frequentar o shopping no período da noite. Haverá segurança pública para favorecer o deslocamento.

No período diurno, a frequência deve envolver mais transeuntes do Centro Histórico de São Luís. A projeção é que, das 5 mil pessoas que transitam pela Rua Grande, diariamente, cerca de 1.000 circulem pelo Shopping Cultural Rua Grande.

“É uma obra que está sendo cuidadosamente erguida, assim como as demais realizadas via o Adote um Casarão, que é um programa de sucesso, que deu certo e, certamente, está ajudando a gerar uma nova configuração ao Centro Histórico de São Luís”, avalia o secretário Márcio Jerry.

Parte dos serviços de construção civil do shopping está sendo realizado por mulheres, por meio de parceria com a ong Ela Faz, que integrou mulheres trabalhadoras, pedreiras, eletricista, pintora, gesseira, entre outras, nas obras de construção do empreendimento. A presidente da ong, a engenheira civil e administradora Lívia Viana destaca o cuidado com que a obra está sendo feita. “Essa parceria reforça o compromisso com o social dentro dessa iniciativa, essas mulheres se dedicaram em nossos processos de capacitação e agora assumem seu papel no mercado”.

Espaço Cultural

A grande novidade do Shopping Rua Grande é o 2° piso (o último andar do imóvel) que será o Espaço Cultural, com venda de artesanato, produtos de artistas e de grupos culturais maranhenses além de comidas típicas.

A comercialização será em 20 bancas, 5 barracas, área para exposição e oficinas e palco para apresentações musicais.

Seleção dos feirantes

As pessoas artesãs e artistas que ocuparão as bancas e barracas do 2° piso serão selecionadas por meio de critérios técnicos da gestão da feirinha. As inscrições poderão ser feitas por meio de link disponibilizado no Instagram do Shopping Praia Grande https://linktr.ee/shoppingruagrandeoficial

Adote um casarão

O programa Adote um Casarão foi criado pelo governador Flávio Dino em 2019. Tem por objetivo tornar o Centro Histórico de São Luís referência em renovação e desenvolvimento sustentável, preservando seu valor histórico e cultural.

O coordenador do Programa Nosso Centro na Secid, Daniel Sombra, informa que 12 participantes já adquiriram imóveis, por meio de edital, e mais dois editais estão abertos para seleção de adotantes.

É focado em ações de fomento nas áreas comercial, cultural e de lazer. Podem participar dos editais empresas privadas e grupos culturais. Pessoa físicas também, mas, se ganharem o edital, precisam constituir uma pessoa jurídica para assinar o termo de adesão ao programa.

Deixe uma resposta