PTB desiste de Cristiane Brasil para o Ministério do Trabalho

Roberto Jefferson, presidente nacional do PTB, desistiu de indicar sua filha, a deputada federal Cristiane Brasil (RJ), para o cargo de ministra do Trabalho.

A indicação de Cristiane foi alvo de polêmica desde que a Justiça Federal barrou a posse da deputada, em decisão liminar confirmada pela presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministra Cármen Lúcia.

Em nota divulgada nesta terça-feira (20) à imprensa, Jefferson diz que tomou a decisão em razão da “indecisão” da presidente do STF em julgar o mérito da questão — todas as decisões tomadas até o momento são provisórias.

A Justiça barrou Cristiane ao atender ação popular do Movimento dos Advogados Trabalhistas Independentes, que pediu veto à nomeação em razão de a deputada ter sido condenada na Justiça do Trabalho por não pagar corretamente direitos a três ex-empregados, como férias, horas extras e 13º salário.

Leia a nota de Roberto Jefferson:

“Diante da indecisão da ministra Cármen Lúcia em não julgar o mérito neste primeiro semestre, o PTB declina da indicação da deputada federal Cristiane Brasil (RJ) para o Ministério do Trabalho.

A decisão do partido visa proteger a integridade de Cristiane e não deixar parada a administração do ministério.

Agradecemos ao presidente Michel Temer e aos companheiros do partido pelo apoio e respeito com Cristiane Brasil durante esse período de caça às bruxas. Roberto Jefferson. Presidente Nacional do PTB”.

O PTB deverá definir um novo nome para a pasta ainda nesta semana.

Deixe uma resposta