Prefeitos à beira da cassação

 A semana é de decisão e muita tensão para os prefeitos que enfrentam processos no Tribunal Regional Eleitoral. Até o começo de Março, quase 30 prefeitos terão suas contas julgadas. À beira da cassação, alguns já “tremem na base” só de pensar em tal situação. É o caso do prefeito de Cândido Mendes, José Ribamar Leite de Araújo, mais conhecido como Mazinho, que enfrenta quatro processos, alguns deles movidos pela candidata derrotada Alexandra. Nas eleições de 2012, Alexandra perdeu por 12 votos de diferença para Mazinho, e desde então, luta na justiça para tomar o cargo do prefeito, pois a mesma alega que houve compra de votos em determinado povoado da cidade. Se o caso se confirmar, haverá nova eleição. Outro caso que poderá resultar em cassação é o do prefeito de Humberto de Campos, Raimundo Nonato dos Santos (foto abaixo), conhecido como Deco. O gestor enfrenta três processos e pode perder o cargo muito em breve. Na cidade, não se fala em outra coisa, pois a população já não aguenta mais tanto descaso por parte da Prefeitura. Vale lembrar também que no ano passado, a justiça afastou o gestor por 90 dias, por conta de irregularidades entre a Prefeitura e uma empresa de locação e urbanismo, pela construção de duas praças. De acordo com os moradores do município, Deco foi o pior gestor que já passou por Humberto de Campos, e por isso, o povo aguarda ansioso por mais este julgamento.

A corte que está atuando nos julgamentos dos prefeitos conta com os desembargadores eleitorais Froz Sobrinho (presidente), Guerreiro Júnior (corregedor e vice-presidente), Clodomir Reis (diretor da EJE), Eulálio Figueiredo (ouvidor), Alice Rocha, Daniel Leite e Eduardo Moreira.

Deixe uma resposta