Governo do Estado reúne com representantes da Agência Fitch

DSC08116Gestores do Governo do Estado, vinculados a Secretaria de Estado de Planejamento e Orçamento (Seplan), e representantes da Agência Fitch Ratings, Paulo Fugulin (diretor financeiro) e o diretor sênior da América Latina, Carlos  Ramirez, discutiram, na quinta-feira (02), o cenário econômico do Estado, além de programas e metas desenvolvidas pelo Governo do Maranhão para avaliação de crédito, realizada pela Agência.

O subsecretário do Planejamento, Marcello Duailibe, fez a abertura dos trabalhos, e falou sobre a importância da visita anual realizada pela Agência.

“O Estado é analisado por uma das mais importantes agências de avaliação de risco do mundo. Nesse sentido, o trabalho da Fitch representa uma valiosa informação para o mercado, podendo ser utilizada por investidores nacionais e internacionais”, destacou o subsecretário.

O presidente do Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc), Felipe de Holanda, foi o primeiro representante do Governo a apresentar dados e discorrer sobre determinados programas, como, por exemplo, o “Mais IDH” e seus benefícios.

O auditor fiscal da Secretaria de Estado de Fazenda, Jomar Fernandes, fez uma explanação sobre a arrecadação tributária do Estado no período de 2015 e 2016 (até o mês de abril).

DSC08109Temas como política, economia, receita, despesa, gestão financeira, previdência e projeções orçamentárias fizeram parte da reunião, que contou com a presença de representantes de vários órgãos do Estado, a exemplo da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), Procuradoria Geral, Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) e das Secretarias de Estado de Transparência, Gestão e Previdência, Fazenda e Indústria e Comércio.

De acordo com Paulo Fugulin, para a elaboração da nota, a Agência avalia, principalmente, o aspecto da relação institucional entre o Estado e a União, desempenho orçamentário, econômico, e administrativo. “Nosso trabalho segue transcendendo os governos, ou seja, separando o que é política de governo e política de Estado, olhando sempre de maneira institucional”, frisou.

Paulo Fugulin avaliou a reunião como bastante produtiva, uma vez que o contato com o Estado do Maranhão é de grande valia para subsidiar a análise feita pela Agência. A divulgação da nota de avaliação feita pela Agência Fitch sobre o Maranhão está prevista para este mês.

Deixe uma resposta