Governo do Estado inicia testagem da população no Terminal da Ponta da Espera

Com o intuito de agilizar a testagem da população para intensificar o rastreamento de casos da Covid-19 nas principais entradas do Maranhão, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) em parceria com a Agência de Mobilidade Urbana (MOB) iniciou, nesta terça-feira (25), a testagem de passageiros que utilizam o Terminal da Ponta da Espera, importante via de ligação entre a Ilha de São Luís e o continente.

O secretário adjunto de Assistência à Saúde da SES, Carlos Vinicius Ribeiro, acompanhou o início da testagem dos passageiros do ferryboat e destacou a importância do rastreamento dos casos de Covid-19.

“A testagem em massa é de extrema importância para que possamos identificar esse paciente e tratá-lo precocemente. No ferryboat, estamos dando início ao processo de testagem voluntária dos passageiros que estão saindo ou chegando na ilha. O objetivo é identificar esse paciente que está contaminado e proceder para que ele seja isolado o mais rápido possível e tenha o atendimento necessário”, afirmou o secretário adjunto Carlos Vinícius.

Os pacientes que testarem positivo durante a ação serão imediatamente isolados e encaminhados para uma das unidades estaduais de referência no tratamento da Covid-19, ou unidade particular caso possua plano de saúde.

A testagem está acontecendo na área comum do Terminal de Passageiros da Ponta da Espera – São Luís e será facultativa. Inicialmente, acontecerá durante toda a semana e a continuidade da mesma será definida de acordo com o número de casos ativos e aceitação da população.

Ainda de acordo com o secretário adjunto Carlos Vinícius, os testes utilizados na barreira sanitária do ferryboat, são testes que a SES já tinha em estoque. “Mas o Ministério da Saúde já está entregando os 600 mil testes que chegaram neste fim de semana ao Maranhão, para que possamos dar seguimento à outras barreiras sanitárias, como por exemplo na rodoviária e no aeroporto, para que a população possa realizar a testagem de forma voluntária e identificar se está contaminada ou não pelo vírus”, explicou Carlos Vinícius.

Passageiros como Iara Carvalho, aprovaram a iniciativa. “A realização desse tipo de teste aqui na Ponta da Espera para os passageiros é uma ótima iniciativa porque dá oportunidade ao passageiro de saber se está ou não com a Covid-19 e se tiver que já inicie os cuidados. É muito importante a prevenção, principalmente neste momento em que estamos vivendo”, disse Iara Carvalho.

Método que está sendo utilizado na ação é o Teste Rápido de Antígeno (Foto: Márcio Sampaio)

Para o major Diordio Araújo, a realização dos testes é uma iniciativa muito importante, já que eles também são uma medida preventiva. “E isso é muito importante para que possamos manter um controle sobre a doença e sobre a pandemia como um todo”, pontuou major.

O método que está sendo utilizado na ação é o Teste Rápido de Antígeno, realizado através de amostras coletadas através de swab, um cotonete estéril que é inserido no nariz. Esse tipo de teste identifica o vírus no início da doença, especialmente na primeira semana, quando o indivíduo possui grande quantidade do vírus Sars-CoV-2.

Fluxo

Caso o teste rápido indique contaminação do paciente, ele será encaminhado para outra sala, onde será coletado o RT-PCR, que será analisado pelo Laboratório Central do Maranhão (Lacen/MA) e realizada uma entrevista para saber por onde o paciente passou. Se identificada a necessidade, essa amostra será encaminhada para o Instituto Evandro Chagas em Belém/PI, onde será realizado o sequenciamento da amostra para saber de que tipo de variante se trata.

Deixe uma resposta