Governador Flávio Dino recepciona aprovados em seletivo da Força Estadual de Saúde

Nesta quarta-feira (8), o governador Flávio Dino recepcionou os integrantes da Força Estadual de Saúde do Maranhão (Fesma), marcando o início do curso de formação. Os profissionais foram aprovados em seletivo do Governo do Estado, promovido pela Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh). A solenidade de boas-vindas foi no auditório do Palácio dos Leões. A capacitação será até dia 17 de janeiro e a lotação nas cidades será iniciada no dia 20.

O objetivo da Fesma é garantir o acesso à saúde e redução dos indicadores negativos, tendo como consequência maior qualidade de vida e direito à saúde às populações atendidas, pontuou o governador Flávio Dino, na ocasião. “Renovamos essa estratégia com os municípios e, assim, o Governo do Estado cumpre seu papel especifico no que se refere à alta complexidade, ao estruturar os hospitais regionais, e está atento ao que é a dimensão fundamental da política pública de saúde, que é atenção básica na prevenção, tratamento terapêutico e curativo que a estratégia desempenha”, disse Flávio Dino.

O secretário de Estado de Saúde (SES), Carlos Lula, enfatiza que é preciso evitar que as pessoas adoeçam e a Fesma faz esse papel de prevenção. “É uma ação continuada que passa a contar com mais profissionais, seguindo a missão de cuidar da atenção primária e reforçar o trabalho do Governo do Estado em apoio aos municípios. A atenção primária é a condutora de toda a política pública de saúde e o Governo está atento a essa prioridade, pois queremos, sobretudo, que as pessoas não adoeçam, não precisem ir a hospitais”, disse.

Os profissionais serão divididos em 15 equipes, sendo cinco em São Luís, três em Imperatriz e sete nas regiões de saúde que atendem aos critérios de maior incidência de hanseníase e maior taxa de mortalidade materna e infantil. No conjunto de atividades do grupo estão: reduzir a mortalidade materna, garantir fluxo de referência às gestantes classificadas com gravidez de risco e apoiar os municípios na alimentação dos sistemas de informação e-SUS e Mãe Maranhense.

Somado aos 30 municípios do Mais IDH, as equipes agora se fazem presentes em Imperatriz e na capital São Luís, além da realização de rodízios em regionais onde há maior necessidade de melhoria dos indicadores de saúde. “Ampliamos a presença das equipes da Fesma em cidades onde ainda não havia esse reforço. Além de prestar a assistência individual, as equipes estendem o trabalho e apoiam ainda a gestão para organizar melhor a oferta de serviços”, destacou o titular da Secretaria de Estado de Articulação de Políticas Públicas (SEEPP), Marcos Pacheco.

Médica da Fesma, Iracema Lucena ressalta detalhes da estratégia, que conta com equipe multidisciplinar e profissional para garantir o atendimento com qualidade e acesso à população. “Trabalhamos em equipe e contamos com profissionais gabaritados. Somamos ao trabalho dos municípios, priorizando onde há mais fragilidade e sempre buscando melhorar os serviços e atender bem”, afirmou. Participaram do momento com o governador assistentes sociais, enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas, médicos, motoristas, nutricionistas, psicólogos e terapeutas ocupacionais, que passam a integrar o programa estadual.

Em 2020, a Fesma dará continuidade às suas atividades com foco na saúde materna, infantil e controle da hanseníase, e também ao Selo de Qualidade Fesma, criado para ajudar os 30 municípios de menor IDH a fortalecerem os serviços da Atenção Primária, auxiliando na organização dos processos de trabalho e colaborando diretamente para a diminuição das mortalidades maternas, infantis e fetais.

Prevenção e controle

A Fesma é uma estratégia para o Governo do Estado contribuir com nos municípios na área da saúde, priorizando ações no combate e controle à hipertensão, diabetes, hanseníase, mortalidade infantil e materna. Este ano, 76 profissionais participam do curso de formação para darem continuidade às atividades do programa.

Deixe uma resposta