Governador e secretários apresentam projetos para Porto do Itaqui e aeroportos a ministros

Garantir a ampliação da rede de aeroportos no Maranhão e da estrutura do Porto do Itaqui foi o tema central dos encontros realizados pelos representantes do Governo do Estado em Brasília. Em reuniões realizadas na Secretaria de Aviação Civil (ANAC) e na Secretaria de Portos da Presidência da República, o governador Flávio Dino e os gestores de cada setor apresentaram as demandas para o incremento da economia e ampliação da logística no Maranhão.

itaquiii

Com a presença do secretário de Estado de Indústria e Comércio, Simplício Araújo, e do secretário de Representação Institucional em Brasília, Ricardo Capelli, o governador Flávio Dino discutiu com o ministro Eliseu Padilha e sua equipe técnica sobre os aeroportos regionais do Maranhão. Atualmente, existem 11 aeroportos localizados em território maranhense previstos no plano de ação do Governo Federal. A visita dos representantes do Maranhão teve por objetivo unir esforços para que a malha viária regional do Estado seja ampliada com agilidade.

De acordo com o ministro Eliseu Padilha, a contribuição da administração estadual junto à União dá maior celeridade ao processo de liberação para a construção dos aeroportos. O ministro destacou a postura colaborativa da equipe do Executivo Estadual e garantiu que, no Governo Federal, os esforços serão para que os aeroportos do Maranhão estejam na ordem do dia.

“A preocupação do governador é mais do que justa e ele veio ao ministério acompanhar a implantação do projeto, saber em que pé está e como ele pode ajudar. O governador se colocou à disposição como parceiro e, mais que isso, para ser co-autor desse programa que ele entende ser fundamental para o Maranhão”, disse o ministro, que informou que atuará junto aos ministérios da Fazenda e do Planejamento para que “o cronograma do Maranhão deslanche”.

O ministro destacou o trabalho realizado pela gestão estadual junto às prefeituras para a liberação dos aeroportos de nove municípios junto ao Governo Federal. Para Imperatriz, os representantes do Governo do Maranhão destacaram a importância da aquisição dos instrumentos de navegação que ainda faltam no aeroporto do município, garantindo maior segurança para pousos e decolagens.

O governador Flávio Dino frisou que a aviação regional pode viabilizar maior circulação de renda, promoção do turismo e integração no segundo maior estado do Nordeste. O apoio à produção é um dos pilares do novo modelo de desenvolvimento implementado no Maranhão com a nova gestão e o transporte de passageiros e cargas faz parte das ações articuladas para que o estado avance no setor.

Porto do Itaqui

Quanto ao Porto do Itaqui, o governador Flávio Dino e o presidente da Empresa de Administração Portuária (Emap), Ted Lago, apresentaram ao ministro Edinho Silva, que administra a Secretaria de Portos da Presidência da República, os pontos positivos do porto maranhense e retomaram as trativas com o Governo Federal para investimentos em infraestrutura e logística.

Entre eles estão os investimentos na reforma estrutural dos berços 103, 104 e 106 do Porto do Itaqui, na estrutura de combate a incêndios – que foi abandonada ao longo dos últimos anos -, a inclusão do Maranhão no Plano Nacional de Dragagem dos portos e ampliação da armazenagem de granéis líquidos e celulose.

Para o presidente da Emap, a reunião foi positiva para o estado. Ele destacou que além de detalhar os investimentos feitos pela gestão estadual na recuperação da empresa nos primeiros meses de governo, foi possível articular novas ações concomitantes ao Governo Federal e ressaltar as vantagens logísticas do porto em relação ao resto do país.

“Atrair novas cargas para o Maranhão é o objetivo desses investimentos e buscamos a parceria do Governo Federal para isso. Foi o primeiro contato da nossa equipe com o ministro e apresentamos nossas demandas de forma clara. O ministro mostrou sensibilidade com os nossos pleitos e disposição em relação aos investimentos para o Maranhão”, pontuou Ted Lago.

Deixe uma resposta