Feiras do Livro, do Comércio e da Agropecuária de Imperatriz se tornam Patrimônio Cultural

O governador Flávio Dino sanciona, nesta sexta-feira (2), em Imperatriz, as leis aprovadas na Assembleia Legislativa do Maranhão que reconhecem o Salão do Livro de Imperatriz (Salimp), a Exposição Agropecuária de Imperatriz (Expoimp) e a Feira do Comércio e Indústria de Imperatriz (Fecoimp) como Patrimônios Culturais Imateriais do Maranhão.

O título de Patrimônio Cultural Imaterial confere proteção e reconhecimento às expressões culturais, tradições, saberes, formas de expressão e celebrações que a sociedade preserva. Isso significa mais garantia de que esses eventos vão continuar acontecendo.

A sanção das leis pelo governador ocorre num momento em que o Salimp, a Fecoimp e a Expoimp se consolidam como principais indutores da economia e cultura da Região Tocantina, fortalecendo também a movimentação turística e financeira de Imperatriz.

Para Zeca Tocantins, idealizador e coordenador musical do Salão do Livro de Imperatriz (Salimp), o reconhecimento do Governo do Estado e da Assembleia Legislativa fortalecem o setor livreiro da região.

“Esse reconhecimento do Governo do Estado e da Assembleia Legislativa fortalecem e incentivam o evento, colaborando para que ele seja mantido como um dos principais indutores do mercado de leitura e de educação na região”, afirma.

Deixe uma resposta