Escassez de água impulsiona setor de energia renovável

energiaEnergia é um assunto que vem trazendo inúmeras discussões nos últimos tempos, sobretudo porque cerca de 90% da energia produzida no Brasil vêm das hidrelétricas, que dependem de água em níveis adequados em seus reservatórios para gerar energia elétrica. Porém, este ano, a ausência de chuvas prejudicou a oferta de energia. A partir daí, as atenções se intensificaram para as chamadas energias renováveis. Como é o exemplo da energia eólica, produzida a partir da força dos ventos, que é abundante, renovável, limpa e disponível em muitos lugares.

A energia eólica é gerada por meio de aerogeradores, nas quais a força do vento é captada por hélices ligadas a uma turbina que aciona um gerador elétrico. A preocupação do avanço das necessidades do homem, sem comprometer a natureza, impulsionou a Petra Construtora a investir nesse setor. Atualmente, a empresa opera com a construção das bases que dão sustentação às pás (hélices). Segundo o engenheiro Lourival Parente Filho, o impacto sobre o solo quase não existe. “Vários testes de compactação do solo são feitos para avaliação das condições de instalação das bases de concreto onde fica cada turbina. Por não haver uso de combustíveis fósseis, o risco de contaminação do solo por resíduo líquido devido à operação e manutenção de parques eólicos é reduzido ou quase nulo”, garantiu.

De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o Brasil possui 248 megawatts (MW) de capacidade instalada de energia eólica, derivados de dezesseis empreendimentos em operação. Em relação ao local, a instalação pode ser feita em terra firme (on-shore) ou no mar (off-shore). Os dados mais recentes da geração eólica, segundo o Ministério de Minas e Energia, são de 2013 e mostram que o Brasil subiu cinco posições no ranking mundial, passando do 20º para o 15º lugar. Em 2015, o Brasil deve ultrapassar países como a Alemanha em termos de expansão de energia eólica, de acordo com a estimativa do Ministério de Minas e Energia.

A Petra tem atuado nesse mercado de forma proativa e inovadora, desenvolvendo técnicas próprias para a implantação da infraestrutura necessária à instalação dos parques e das torres geradoras. A empresa executa todos os serviços de escavação, pavimentação, drenagem e fundações sempre com soluções sob medida e adequadas às necessidades dos clientes. As novas tecnologias empregadas em cada obra são imediatamente agregadas ao acervo técnico da construtora, o que a torna ainda mais capacitada para assumir novos desafios.

Atualmente, a Construtora Petra está em atuação com energia eólica nos Estados do Ceará, Bahia, Pernambuco e Rio Grande do Norte. A expectativa é que, no futuro, o mercado possa abrir as portas também para o Maranhão. “Projetamos um dia atuar nessa produção de energia no Maranhão, sobretudo porque o Estado encontra-se em um local privilegiado e estratégico, com condições naturais favoráveis”, declarou o engenheiro Lourival Parente Filho. Porém, para que um Parque Eólico seja instalado, depende muito além da vontade de uma empresa, pois os mesmos são oferecidos por meio de investidores em leilões.

HISTÓRIA

Nessa atual formatação, a Petra está no mercado desde 1997, porém sua história começou com a primeira empresa do grupo, a Parente Construtora, em 1964. De lá para cá, a empresa herdou um acerco técnico, não somente na incorporação da equipe de profissionais da Parente, mas também na inclusão de experiência e de conhecimentos acumulados ao longo de décadas de atuação na construção civil. Não é à toa que a empresa é certificada com o ISO 9000, pela qualidade dos seus serviços.

Na bagagem do Grupo Petra, estão obras como o Estádio Castelão, em São Luís; o Estádio Albertão, em Teresina; a grande reforma e modernização do Teatro Arthur Azevedo, em São Luís; o Teatro Municipal de Uberlândia-MG, projeto assinado pelo arquiteto Oscar Niemeyer; o Shopping da Ilha, em São Luís; o metrô de Fortaleza; o Tribunal de Justiça do Piauí, entre tantos outros empreendimentos.

De acordo com o engenheiro Lourival Parente Filho, o sucesso está na transparência e na qualidade dos serviços. “Os engenheiros e técnicos da Petra estabelecem um canal de diálogo constante com as empresas contratantes e demais parceiros para que as soluções encontradas atendam às necessidades e expectativas. As decisões são sempre tomadas em conjunto e fazem parte do compromisso com a qualidade que é uma das características das obras que levam a marca da empresa”, concluiu.

Deixe uma resposta