Deputado Marco Aurélio reivindica escola estadual para município de Ribamar Fiquene

Em discurso realizado na manhã desta terça-feira (02), na Assembleia Legislativa, o deputado estadual, Professor Marco Aurélio (PCdoB), destacou a busca por uma escola de ensino médio para a cidade de Ribamar Fiquene, distante 46km de Imperatriz.

depmarco

O parlamentou lembrou que o município, criado em 1994 e que hoje tem aproximadamente 8 mil habitantes, possui apenas uma escola de ensino médio, que funciona no prédio de uma escola municipal.

“Estamos unindo forças e buscando junto à Secretaria Estadual de Educação, a construção de uma escola de ensino médio. A falta de uma escola de ensino médio enfraquece as atividades da educação estadual porque deixa de oportunizar os alunos em sua plenitude”, afirmou o parlamentar.

Marco Aurélio destacou sobre a importância da instalação de uma escola com a infraestrutura adequada para a correta aprendizagem dos alunos do município de Ribamar Fiquene. “O fato é que os alunos precisam de uma escola preparada, com todas as adequações, uma escola que possa atender os jovens da região nos três turnos. Hoje, o ensino médio no município só é ofertado no turno da noite e a construção do prédio da escola, além de garantir aumentar a oferta para os jovens, reforçará a presença das ações do estado no município.

Em pelo menos três oportunidades, o deputado esteve na secretaria Estadual de Educação, acompanhando o prefeito de Ribamar Fiquene, Edilomar Miranda, a fim de garantir a construção da escola. Durante a gestão anterior, a prefeitura doou o terreno para a construção, mas a obra não foi feita.

Ao finalizar o discurso, Marco Aurélio ressaltou que durante a última audiência com a secretária Auréa Prazeres ficou definido que a obra seria tratada em caráter prioritário, assim como a escola estadual no Parque Alvorada, em Imperatriz, outra região bastante populosa e que não possui sequer uma escola de ensino médio.

“Destaco essa importância da escola porque é um instrumento fortíssimo de combate à violência, um instrumento que traz uma dignidade, que traz a oportunidade, pois escola é a chama viva da esperança de que teremos novas oportunidades. Quero reiterar o agradecimento à secretária estadual de Educação que tem atendido esses pleitos da região Tocantina.”

Deixe uma resposta