Com mais policiais nas ruas, Maranhão vai melhorar média por habitante.

A convocação de mil excedentes no concurso realizado para a formação de Soldado da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros anunciada pelo governador eleito Flávio Dino vai melhorar a média de policial por habitante no Maranhão.

Com a medida, o Estado passa a ter contingente de 10 mil policiais. Antes, eram cerca de 1 agente para 890 habitantes. A média agora baixa: teremos 1 policial para quase 600 habitantes. Com isso, o Maranhão não terá mais a pior média de policial por habitante do país.

Com a convocação, Flávio Dino procura atender a uma demanda da própria população, que reivindicava mais policiamento nas ruas, além dos próprios aprovados – eles ainda esperavam ser chamados. Atualmente, segundo a Polícia Militar, existem no Maranhão mais de 9 mil policiais em todo o Estado. Mesmo com o crescimento do efetivo, após a medida do novo governo, o número se mostra insuficiente para atender a todo o estado e a prova disso pode estar no crescimento no número de mortes na capital e no interior.

O Estado tem, de acordo com dados divulgados pelo Ministério da Justiça, o pior percentual de policiais por habitantes: um policial para cada 890 habitantes. Segundo a Organização das Nações Unidas, o número ideal seria de um policial para cada 300 habitantes. Em relação aos salários e benefícios, um policial militar no estado ganha em torno de R$ 3.156, que varia entre aqueles que trabalham na capital e no interior do estado. O salário chegou a ser reajustado ano passado após a paralisação da categoria. Com a convocação, o estado passará a ter um total de 10.000 agentes, uma média de 1 policial para 600 habitantes.

Do Imparcial, com edição e ilustração do blog.

Deixe uma resposta