Caso Brunno: Reconstituição do crime marcada para o dia 19

Depois de 37 dias, a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão já definiu a data da reconstituição do crime que resultou na morte do advogado Brunno Matos. A ação vai acontecer no próximo dia 19, a partir das 5h (mesmo horário do crime), onde participarão, além dos acusados e as outras duas vitimas, técnicos do Instituto de Criminalística do Maranhão (Icrim), policiais militares e equipes da Delegacia de Homicídios e do Habitacional Turu. Foi definido e solicitado também o  apoio da Secretaria Municipal de trânsito e Transportes (SMTT) para isolamento do local que será utilizado.

De acordo com o subdelegado Geral Augusto Barros, o momento será fundamental para entender como ocorreu o caso e fechar as pontas que faltam para conclusão da investigação. Na tarde de terça-feira (11), a policia ouviu outro vigia que trabalha na área, mas as vítimas descartaram qualquer hipótese de envolvimento. Até o momento, três pessoas já foram indiciadas. São elas: Diego Polary, Carlos Humberto Marão e o vigilante do local, João José Nascimento Gomes. Os dois últimos, com prisão temporária já decretada, permanecem detidos em uma unidade prisional da capital.

Deixe uma resposta