Candidatos do concurso da Saúde passam por etapa de verificação fenotípica e perícia médica

Os candidatos classificados para o concurso público da Secretaria de Estado da Saúde (SES) que concorrem às vagas destinadas a negros e às pessoas com deficiência passaram neste fim de semana por perícia médica e verificação da autodeclaração como pessoa preta ou parda. A etapa está prevista no edital do concurso, que preencherá mil vagas do quadro efetivo da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh).

O resultado preliminar da perícia e verificação fenotípica será divulgado, nesta quarta-feira (11), no endereço eletrônico do Instituto AOCP (www.institutoaocp.org.br), instituição organizadora do concurso. O período para a interposição de recursos vai de 12 a 13, conforme o edital.

O resultado final desta fase será divulgado no dia 17 de abril, mesma data da convocação dos candidatos aprovados para a prova de títulos, quando deverão apresentar os diplomas de doutorado, mestrado, especialização, produção cientifica ou aperfeiçoamento.

O presidente da Emserh, Vanderley Ramos dos Santos, explicou que o edital atende à lei ao fazer a reserva de vagas para pessoas negras e deficientes em concursos públicos para provimento de cargos efetivos e empregos públicos no âmbito da administração pública federal direta e indireta.
“Nesta fase, fazemos a confirmação da autodeclaração e da existência da deficiência, para manter a licitude do certame. Estamos confirmando a veracidade da declaração, que é feita quando ele se inscreve no concurso”, afirmou o presidente.

Ele esclarece, contudo, que o candidato que não for aprovado nesta etapa não está desclassificado do concurso. “Quem não for aprovado na avaliação fenotípica ou não comprovar a deficiência vai concorrer na classificação geral, não mais nas vagas reservadas”, acrescentou.

A verificação fenotípica dos candidatos a cargos administrativos, da área médica e assistencial aconteceu no Colégio Estadual Benedito Leite, no Centro.  E a perícia médica no Colégio Universitário (Colun), na Universidade Federal do Maranhão (UFMA), no Bacanga.

As vagas totais no concurso estão divididas em 28 cargos nas áreas médica, assistencial e administrativa. Os salários variam de R$ 1.000 até R$ 7.425,31.

Deixe uma resposta