Festival ELAS busca discutir e fortalecer o poder das mulheres na sociedade

Criado com o intuito de empoderar e discutir o papel da mulher na sociedade maranhense/brasileira atual, o festival ELAS chega a sua terceira edição com uma programação inteiramente feminina, com destaque também para artistas LGBTQIA+ e às mulheres negras e periféricas que há anos lutam por espaço nessa sociedade tão machista e singular.

O festival contará com apresentações de Performers, DJS e bandas com vozes femininas. São três dias de evento (24, 25 e 26 de novembro de 2021), com cada dia dedicado a um gênero musical diferente: Reggae, Jazz e Rock.

“Queremos trazer essa discussão para o dia a dia da nossa cidade, reforçar a importância de termos mulheres em todos os espaços e, principalmente, garantir que cada uma dessas mulheres maranhenses saiba que são capazes de qualquer coisa. Esse é o grande foco do nosso festival, que volta presencial em 2021, após ter sido realizado on-line em 2020” com ressaltou Nicole Meireles, coordenadora do festival.

A parte visual do evento ficou a cargo da obra da aquarelista Eva Bacelar, contará com os registros da fotógrafa Giuliana Paiva. O Festival Elas é uma idealização de Mavi Simão, realizado por Alterna Atividade Produções, por meio da Lei Aldir Blanc – Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo, Governo Federal – e do Governo do Maranhão, através da Secretaria de Estado da Cultura do Maranhão.

PROGRAMAÇÃO:

1º DIA 24.11 – QUARTA-FEIRA

 21h30 – Performance de Eliara

 22h00 – Show de Reggae com Célia Sampaio

 23h30 – Discotecagem Dj Nebraska

 01h00 – Finalização da programação

2º DIA 25.11 – QUINTA-FEIRA

 21h30– Performance “Letrada” de Nicole Meireles

 22h00 – Show de Jazz com Gabi Marques e banda

 23h30 – Discotecagem Dj Leonor

 01h00 – Finalização da programação

3º DIA 26.11 – SEXTA-FEIRA

 21h30- Performance de Áurea Maranhão

 22h00 – Show de Rock com Caravana Rolidei

 23h30 – Discotecagem Dj Kalillah

 01h00 – Finalização da programação

QUANDO: 24,25 e 26 de novembro.

ONDE: Escadaria do Giz – Rua do Giz – Centro de São Luís

Deixe uma resposta