Centro Histórico de São Luís tem policiamento reforçado para festas de fim de ano

Neste período festivo de fim de ano, quem participar das atrações em locais como a RFFESA e a Praça Pedro II, no Centro Histórico da capital, assim como em outros lugares da Grande Ilha, já pode contar com toda a segurança reforçada e ações intensificadas pelas operações em vigor da Polícia Militar do Maranhão.

O comandante de Policiamento Metropolitano (CPAM-II), coronel Aritanã Lisboa, destaca que o planejamento para o reforço do policiamento no Centro Histórico foi colocado em prática desde o início das compras de fim de ano.

“A nossa preparação já iniciou há um tempo. Quando iniciou a movimentação de pessoas para as compras de final de ano, a gente reforçou o policiamento no centro comercial, principalmente na Rua Grande. Houve um complemento do policiamento, nós aumentamos a quantidade de policiais a pé e, também, de viaturas naquela região. Também para as programações natalinas com o Natal Luz, houve um aporte maior de policiais. Aquela área pertence ao BPTur, que deu um policiamento diferenciado tanto para a Praça Dom Pedro II, como, também, para a RFFESA”, destacou o comandante.

Grande Ilha

O planejamento para as festas, realizado pelo comando da Polícia Militar, é um trabalho coordenado e envolve toda a estrutura da corporação, inclusive todo o efetivo administrativo. Desta forma, será maior o número de policiais empregados nas ruas e o aporte, também, de motocicletas e automóveis.

“No restante da cidade, nós estamos com um aporte maior de viaturas para alguns locais específicos, entre eles, algumas barreiras nas principais vias. Serão montadas barreiras de contenção, de abordagem e revista de pessoas em horários específicos, próximo aos horários das festas, até mesmo para evitar a movimentação de drogas, pessoas portando armas e assim, também, ter uma contenção no trânsito, porque a gente sabe que nesta época do ano as pessoas acabam exagerando no consumo de bebidas e fazem a conexão inadequada de bebida e trânsito. Então, nós vamos ter um reforço, um aporte maior nas vias para evitar esses excessos e o cometimento de crimes de trânsito. Nos bairros, nós vamos ter incursões com as viaturas de área e com o reforço do policiamento”, pontuou o coronel.

Réveillon

O comandante do CPAM-II, coronel Aritanã, também frisou que mesmo sem a tradicional festa de Réveillon, o plano de trabalho será o mesmo realizado em anos anteriores.

“A nossa programação, inclusive, é como se tivesse um Réveillon. É um Réveillon formal, nós vamos ter a mesma programação do ano passado, com presença policial nas ruas, barreiras, ações de abordagem e, também, incursão nos bairros e naqueles locais onde a gente acredita que vai ter mais aglomeração de pessoas. Também será reforçado o nosso policiamento, como na Região Litorânea e alguns locais de praia”, frisou Aritanã.

Deixe uma resposta